Santa Missa marca a abertura oficial da Campanha da Fraternidade em Campo Grande

O primeiro domingo do tempo da Quaresma (14) também foi marcado pela abertura oficial da Campanha da Fraternidade na Arquidiocese de Campo Grande. Centenas de fiéis e autoridades do clero participaram da Santa Missa no Poliesportivo Dom Bosco.

Neste ano, a Igreja Católica vivencia a Campanha da Fraternidade de forma ecumênica, em comunhão com as Igrejas Cristãs através do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC), órgão responsável pela Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016. Nesta união, a CFE traz para a reflexão da sociedade a problemática do saneamento básico e visa estimular as políticas públicas com o tema “Casa comum, nossa responsabilidade” e o lema “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca” (Am 5, 24).

FOTO MATÉRIA

Em sua homilia, o Arcebispo de Campo Grande Dom Dimas Lara Barbosa lembrou que a Campanha da Fraternidade é tipicamente brasileira, mas citou que a Igreja Católica na Alemanha também está refletindo esse mesmo assunto durante o tempo quaresmal. “A Campanha da Fraternidade possibilita aos católicos viverem bem a quaresma, ela quer nos levar a mergulhar nesse tempo de conversão e por isso a CF apresenta diferentes subsídios como círculos bíblicos, terços para as famílias, via sacra, textos para jovens”, orienta.

Além da preocupação com o tratamento do esgoto e o direito de todos à agua potável, a ação concreta da Arquidiocese de CG entra no combate ao mosquito Aedes aegypti, vetor de transmissão dos vírus causadores da dengue, zika e chikungunya. Durante a missa, a comunidade foi convidada a agir e a participar de um mutirão de conscientização e assim  serem multiplicadores nas paróquias. “Haverá uma capacitação desses voluntários na Câmara dos Vereadores, dia 18 de fevereiro, às 15h00”.

Na reflexão da liturgia do dia, Dom Dimas retoma a Leitura do Livro do Deuteronômio (Dt 26, 4-10) em que o filho pergunta ao pai o significado da reunião (celebração da Páscoa) em que estavam e o pai lhe conta a história de Abraão. Com essa simples pergunta de filho, o arcebispo reafirma sua vontade assim como a do Beato Paulo VI de serem os pais os verdadeiros primeiros catequistas e que possam instruir os filhos para os sacramentos da Eucaristia e Crisma. Os catequistas paroquias alinhariam o que foi ensinado às crianças e adolescentes ao longo da semana.

O Evangelho segundo São Lucas (Lc 4,1-13) trouxe a narrativa da tentação de Jesus no deserto. Dom Dimas analisa que as tentações que o Evangelho mostra são atuais ao lembrar que muitas vezes queremos que problemas como a fome, as drogas e a corrupção sejam resolvidos de maneira mágica e lembrou de uma das primeiras edições da CF, em 1977, cujo o tema era “Comece em sua casa”.

Essa análise se alinha a ação concreta da CFE para que a sociedade tenha consciência de preservar os recursos hídricos e de que o combate ao mosquito Aedes aegypti é dever de todos e que deve começar no quintal de casa. “Não adianta jogar a responsabilidade só para o governo se nós não cuidarmos da nossa casa. Precisamos de água tratada, rede de esgoto, com certeza. Mas, precisamos aprender a fazer o uso racional e sustentável desses recursos”, afirmou.

Além de estimular o uso correto dos recursos hídricos, Dom Dimas lembrou em sua homilia que uma campanha da CNBB, quando era secretário-geral, mobilizou conferências episcopais de países da America Latina e outros países como Suíça e Bélgica, para que os presidentes dessas nações assinassem um documento pedindo que as Organizações das Nações Unidas (ONU) declarassem a água como direito humano e bem público. Fato que foi concretizado, hoje o acesso à água de qualidade é condição para que os direitos humanos sejam realizados.

Todas as ações serão realizadas durante a Quaresma, período de 40 dias que começou na quarta-feira de Cinzas (10) e termina no domingo de Ramos – anterior ao domingo de Páscoa, que este ano será no dia 27 de março.

 

Veja as fotos da Abertura da CF 2016 no Link:  https://www.flickr.com/photos/139843589@N02/

Ana Paula Cardoso
Comunicação Institucional

Facebook Comments