Papa visita Albânia; ele já teve encontro com autoridades e celebrou a Santa Missa

O Papa Francisco realizou neste domingo, 21, uma viagem à Albânia, a quarta viagem internacional de seu pontificado. Ele partiu de Roma às 7h30 (horário local, 2h30 em Brasília) rumo à Tirana, capital albanesa, onde foi acolhido no aeroporto Madre Teresa por autoridades civis e religiosas, além de fiéis que aguardavam sua chegada.
Após a chegada no aeroporto, o Santo Padre se dirigiu para o Palácio Presidencial de Tirana para a cerimônia de boas vindas. Lá ele teve um encontro privado com o presidente da Albânia, Bujar Nishani, e familiares. Ao término do encontro, o Papa encontrou-se com autoridades civis, o corpo diplomático e alguns líderes religiosos do país.
Logo em seguida, às 11h (horário local, 6h em Brasília), Francisco celebrou a Santa Missa na Praça Madre Teresa e rezou a oração mariana do Angelus. Após a celebração, Francisco teve um encontro com os bispos albaneses, com quem também almoçou, na nunciatura apostólica.
O Papa segue suas atividades na Albânia em um encontro com os líderes de outras religiões e denominações cristãs na Universidade Católica Nossa Senhora do Bom Conselho. O encontro será às 16h (11h em Brasília).
Papa aos jornalistas
Durante o voo, o Papa Francisco manteve um breve diálogo com os cerca de 50 jornalistas credenciados que o acompanhavam na viagem.
A convite do diretor da sala de imprensa da Santa Sé, padre Federico Lombardi, o Santo Padre falou sobre esta viagem internacional, que o leva à Albânia.
“Esta, certamente, não será uma viagem de descanso. No entanto, agradeço a vocês pela preciosa ajuda, porque as pessoas e o mundo, através de vocês, sabem o que o Papa faz e o que as Igrejas estão fazendo, de modo particular, aquela na Albânia. Este é um país que sofreu muito. Quantos sofrimentos! Mas, por outro lado, este é um país que conseguiu encontrar a paz, não obstante as diferenças religiosas. Este é um belo sinal para o mundo: o diálogo, a paz e o equilíbrio, que favorece a boa convivência. Mais uma vez, obrigado pela colaboração de vocês, e rezem por mim”!

Telegrama a Giorgio Napolitano
Quando deixou o território italiano rumo à Albânia, Francisco enviou um telegrama para o presidente da Itália, Giorgio Napolitano.
“No momento em que vou partir para a viagem apostólica na Albânia, agrada-me dirigir ao senhor presidente e a todos os italianos a minha afetuosa saudação, que acompanho com o mais cordial desejo de paz e de serenidade”.

Canção Nova

Facebook Comments