Formada nova equipe do Serviço de Animação Vocacional

A pedido de Dom Dimas Lara Barbosa, na última semana foi reestruturada a equipe de trabalho do Serviço de Animação Vocacional (SAV) da Arquidiocese de Campo Grande. “O grande foco desta nova equipe do SAV é fazer com que a Pastoral Vocacional aconteça de fato nas paróquias”, explica o coordenador arquidiocesano do SAV, Padre Bruno Capistrano.

A nova equipe é formada por casais, jovens solteiros, padres, irmãs consagradas e seminaristas. A variedade em diversas áreas é para sejam atendidas tanto as vocações matrimoniais, religiosas e sacerdotais. São eles: Pe. Oziel Feitosa Ribeiro (Congregação dos Pobres Servos da Divina Providência, Ir. Silvana Pauletti (Congregação das irmãs Franciscanas de Nossa Senhora Aparecida), Ir. Vera Lúcia (Congregação das Irmãs Franciscanas Angelinas), Izaias José Nery e Maria Edilze Sabot Nery (Paróquia São João Bosco), Suely Heromi Suzuki (Paróquia Senhor do Bonfim), Luiz Castilho Rodrigues e Sandra Aparecida Moares Pereira Rodrigues (Paróquia Santa Rita), Claudia Cristina Figueiredo (Amambai), Leticia Ribeiro da Silva (Paróquia Santa Rita), Alcir Rodrigues dos Santos e Sonia Maria Sanches Pereira Santos ( Paróquia São Pedro Apóstolo), Walldyr Manoel da Silva (Paróquia Cristo Luz dos Povos) e Alan Vargas Barbosa (Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Moreninhas).

O grande diferencial desta nova formação é a presença do bispo auxiliar Dom Mariano Danecki. O bispo estará à frente ajudando a organizar e a realizar os trabalhos vocacionais. “A equipe está muito animada porque sentiram a presença do Bispo. Sentem-se mais confiantes”, diz Padre Bruno.

Uma reunião foi realizada com Dom Dimas para que a equipe soubesse o que o Arcebispo deseja para a Pastoral Vocacional. Segundo a coordenação, os trabalhos já estão sendo desenvolvidos e em breve haverá uma nova agenda do SAV.

O que é o SAV?

É um trabalho pastoral da Igreja que pretende despertar os cristãos à vocação humana, cristã e eclesial; discernir os sinais indicadores do chamado de Deus, cultivar os germes de vocação e acompanhar o processo de opção vocacional consciente e livre.

Ana Paula Cardoso

Comunicação Institucional

 

Facebook Comments