Campanha da Fraternidade abordará universalização do saneamento

“Casa comum, nossa responsabilidade” será o tema da Campanha da Fraternidade, que em 2016 reunirá diversas igrejas cristãs com o objetivo promover a reflexão da sociedade sobre a importância do acesso ao saneamento básico e à água potável. Para trocar informações sobre a campanha e a atual situação dos serviços, nesta sexta-feira (05), o arcebispo metropolitano de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa, e sua assessora Sonia Antunes Minder, visitaram a sede da Águas Guariroba – concessionária responsável pelo abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto da Capital.

Em reunião com o diretor presidente da empresa, José João Fonseca, os membros da Arquidiocese apresentaram a campanha e receberam informações atualizadas sobre os investimentos em água e esgoto em Campo Grande.   Dom Dimas reforçou a importância da mobilização de toda a sociedade para o tema da Campanha, que este ano é ecumênica e reúne todas as igrejas que integram o Conselho Nacional das Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC).

“Com esta visita saio mais convencido ainda de que o saneamento básico em todos os seus desdobramentos, ou como prefere dizer o Papa Francisco – ‘o cuidado com a terra, nossa casa comum’ – é tarefa de todos”, afirma. “Aqui eu tenho certeza que a Águas Guariroba vai contribuir de uma maneira muito especial, como já vem fazendo, para que a nossa casa comum – em particular Campo Grande – seja a mais digna possível para todos nós”, completa.

Entre os objetivos específicos da Campanha da Fraternidade estão estimular o conhecimento da realidade local em relação aos serviços de saneamento, incentivar o consumo responsável da água e incentivar os municípios a realizarem o seu Plano de Saneamento Básico.  “O cuidado com o ambiente e particularmente com a ecologia humana é uma das preocupações do pontificado do Papa Francisco. Estamos juntos”, destacou o bispo.

Em 15 anos de atuação, a Águas Guariroba investiu R$ 961 milhões de reais para ampliar o acesso da população de Campo Grande a água e esgoto tratados. A cidade se tornou um exemplo de avanço em um país em que a universalização do saneamento básico ainda é um grande desafio. Segundo o Instituto Trata Brasil, cerca de 35 milhões de brasileiros ainda não têm acesso à água tratada e mais de 100 milhões não contam com coleta de esgoto.

“Somos uma das três Capitais mais bem providas destes serviços no Brasil. Temos a água tratada distribuída para 99,7% da população. Em relação ao esgoto, já estamos com 85% e agora buscamos incansavelmente a universalização. Nossa meta é que até 2025 toda a população tenha acesso a este serviço essencial para a saúde, qualidade de vida e para o futuro da cidade”, afirma José João Fonseca.

O presidente da Águas Guariroba reforça que a Campanha da Fraternidade e a aproximação com a comunidade são contribuições importantes para a mobilização social e universalização do acesso a saneamento básico para todos. “É fundamental que cada um dos 853 mil habitantes de Campo Grande seja mais consciente com o uso da água, entenda um pouco mais a importância que é ter este serviço, prestado com qualidade para sua casa, para seus filhos, para toda a população. É isso que nós precisamos fazer agora: levar mais informação para as pessoas”.

Fonte: Ascom Águas Guariroba

Facebook Comments